COFFITO analisa parcerias com FIOCRUZ, Banco do Brasil e Ministério da Saúde

O Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Coffito), em reunião com representantes da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), do Banco do Brasil e do Ministério da Saúde, iniciou os trâmites para viabilizar um convênio de cooperação técnica com as entidades, visando o desenvolvimento de uma plataforma de educação continuada para fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais na atenção básica e na atenção à saúde do trabalhador. Na ocasião estiveram presentes os seguintes representantes do Sistema Coffito/Crefitos Dra. Patrícia Rossafa Branco, Dr. Marcelino Martins e Dra. Maryanne Martins Gomes de Carvalho.

Para a conselheira do Coffito, Dra. Patrícia Rossafa, o projeto busca assegurar uma formação atualizada aos profissionais e, ao mesmo tempo, garantir um atendimento de qualidade para a população.

Os presentes ainda avaliaram dados levantados pela Fiocruz, que destacam, por exemplo, que 20% das doenças mapeadas são osteomusculares, sendo que, na maioria dos casos, os tratamentos primários e secundários são ignorados. Com isso, a atenção para estes pacientes ocorre somente após o agravo das enfermidades, o que significa um aumento considerável aos gastos com saúde no Brasil.

Parceria com o Banco do Brasil

Outro tema abordado na reunião foi a possibilidade de uma parceria entre o Coffito e o Banco do Brasil, que permitirá a disponibilização de uma linha de crédito exclusiva aos fisioterapeutas e aos terapeutas ocupacionais.

A pauta do encontro tratou, também, da linha crédito oferecida pelo Banco do Brasil, na área de acessibilidade, com juros mínimos, destinada aos pacientes com necessidades especiais e que precisam adquirir tecnologias assistivas, órteses, próteses, entre outros.  Na ocasião, os representantes do banco solicitaram apoio na divulgação dessa ação junto aos profissionais.