Crefito-3 suspende temporariamente fisioterapeuta acusado de importunação sexual
Família da paciente ainda não enviou documentos comprobatórios da acusação; mesmo assim diretoria tomou a decisão de suspender temporariamente o registro do profissional

O Crefito-3 recebeu no último dia 5 de abril a informação de familiares de paciente a respeito de conduta indevida de um fisioterapeuta - L.D.G, enquanto prestava assistência em atividades de Home Care em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo.  A conduta indevida, nesse caso, teve como alvo a filha da paciente.


A partir da denúncia, foi verificado pelo departamento de Fiscalização do Crefito-3 não haver, até aquele momento, registro de qualquer tipo de denúncia contra o acusado. Mas a denúncia realizada pela vítima foi o suficiente para o Conselho determinar, em 9 de abril, a suspensão imediata e temporária do registro que autoriza o exercício profissional, para posterior abertura de processo ético-disciplinar. Em caso de condenação no processo, o acusado pode sofrer a penalidade máxima, de cassação do direito de exercer a profissão.


A esse respeito, o Crefito-3 publicou nota de esclarecimento à população a respeito das ações adotadas.


Para conhecer o inteiro teor da nota, clique em http://bit.ly/NotaOficialSuspensao