Crefito-3 oficia IAMSPE para garantir estrutura de trabalho a Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais
Crefito-3 constatou a necessidade da manutenção da estrutura física para atendimento de qualidade aos setores de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do Hospital do Servidor Público Estadual.

No dia 28 de setembro, o Crefito-3 encaminhou o Parecer nº 02/2021 ao Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual de São Paulo (IAMSPE) devido à necessidade de manutenção da estrutura física para atendimento de qualidade em Terapia Ocupacional e Fisioterapia no Hospital do Servidor Público Estadual na cidade de São Paulo. O Parecer requereu à Diretora do Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual de São Paulo e à Coordenadora do Setor de Terapia Ocupacional do IAMSPE especial atenção ao pedido do Crefito-3, a fim de garantir a continuidade e eficiência da assistência Fisioterapêutica e Terapêutica Ocupacional que vem sendo prestada à população atendida por esse hospital.


Segundo o documento, o envio do Parecer levou em consideração “relatório de visita de Conselheiros e Delegados do Crefito-3 aos setores de Terapia Ocupacional e Fisioterapia do IAMSPE e relatório dos profissionais do setor de Terapia Ocupacional em que comprovam a necessidade técnica para a manutenção do espaço e infraestrutura da sala de atendimento, bem como de materiais que primam pelo atendimento terapêutico ocupacional com a qualidade necessária para a demanda e a complexidade dos cuidados ofertados. Com acréscimo da iminência de mudança de sala do setor de Terapia Ocupacional para lugar com estrutura menor e, portanto, com maiores barreiras arquitetônicas e estruturais para a acessibilidade dos pacientes/usuários com mobilidade reduzida ou pessoas com deficiência, e que desaloja o setor de Fisioterapia que faz uso do método Pilates que não faria mais parte das possibilidades de cuidados oferecidos pelo Hospital”.


O Crefito-3 conclui o Parecer com a necessidade de o Hospital do Servidor Público Estadual garantir a continuidade e a eficiência dos setores de Terapia Ocupacional e de Fisioterapia, este último utilizado para atendimento de Pilates aos pacientes do IAMSPE, visto que tais recursos de cuidado têm se mostrado extremamente importante para a população atendida e que tem atendido os requisitos técnicos e práticas baseadas em evidências científicas para a fundamental garantia do direito à saúde da população. Além disso, recomenda a revisão dos parâmetros assistenciais de ambos setores, a fim de ampliar acesso universal à população como preconizado na Constituição Federal do Brasil e na Lei 8080 de 1990 que cria o Sistema Único de Saúde, e que utilizem as Resoluções COFFITO nº444 e nº445 de 2014 para a ampliação do quadro de profissionais terapeutas ocupacionais e fisioterapeutas evitando filas e ratificando sua tradição de qualidade na atenção hospitalar e ambulatorial especializado e de alta complexidade.