Operações do Crefito-3 miram fechamento de acordos de Cooperação Técnica com Prefeituras no estado de São Paulo
Parceria do Crefito-3 e municípios tem com o intuito implementar melhorias na condição da assistência e operacionalização dos serviços que envolvam a Fisioterapia e a Terapia Ocupacional.

O Crefito-3, em visita a diversos municípios do estado de São Paulo, deu início a operações que têm como objetivo o fechamento de acordos de Cooperação Técnica entre as Prefeituras e o Conselho. 


De acordo com a Procuradora do Crefito-3, Dra. Priscilla Pecoraro, “através das Operações do Crefito-3 nas regiões dos Departamentos Regionais de Saúde (DRS), até o momento, mais de 100 municípios foram visitados e aproximadamente 30 propostas de cooperação técnica foram entregues aos secretários de saúde, pelo Crefito-3.” 


A cooperação visa instituir uma parceria do Crefito-3 e municípios visando implementar, através de recursos técnicos, melhorias na condição da assistência e operacionalização dos serviços que envolvam a fisioterapia e terapia ocupacional, utilizando suas Comissões, Câmaras Técnicas e demais órgãos opinativos e analíticos. “As reuniões têm sido muito produtivas entre o Presidente do Crefito-3, secretários de Saúde e Coordenadores dos Serviços de Fisioterapia e/ou Terapia Ocupacional dos municípios”, disse Dra. Priscilla.


Cooperações


A princípio, as Cooperações Técnicas visam os seguintes pontos:


● Adequação do fluxo de atendimento em consonância com as normas vigentes e rede de atenção, visando melhor efetividade na assistência ao usuário;


● Levantamento e adequação quantitativa e qualitativa de recursos humanos e materiais visando qualidade assistencial para a população assistida e favorecendo, desta forma, um processo de trabalho que seja condizente com a necessidade municipal/local;  


● Capacitação/educação permanente da rede do município para a qualificação do cuidado de usuários nas diversas demandas, incluindo pós covid, estabelecimento de um fluxo, responsabilidades e cuidado nos diferentes níveis de atenção à saúde - atenção básica, especializada e hospitalar e urgência e emergência;


● Emissão de pareceres técnicos opinativos pelo Crefito-3 no que diz respeito à assistência fisioterapêutica e terapêutica ocupacional;


Segundo o Presidente do Crefito-3, Dr. Raphael Martins Ferris, o projeto é estar em cooperação com o máximo de municípios possível. Entendendo que fiscalizar também é pensar em ações preventivas e colaborar com um serviço público mais efetivo e baseado em evidências.