Últimas Notícias

#21 Jogo sério para telerreabilitação em paralisia cerebral na quarentena

Entrevista com o fisioterapeuta Dr. Carlos Bandeira de Mello Monteiro


Crefito-3 denuncia Rede Lucy Montoro por cerceamento de autonomia profissional

Crefito-3 recebeu denúncia de profissionais que alegam cerceamento da autonomia profissional no exercício da Fisioterapia.


Presidente do Crefito-3, Dr. Raphael Ferris, firma parceria para melhor qualificar o atendimento de fisioterapia em Araras


Crefito-3 abre edital de chamamento para produção e disponibilização de revistas científicas para os profissionais


Justiça determina que Prefeitura de Iguape retifique edital de concurso público

Edital com vagas para fisioterapeutas descumpriu a Lei Federal nº 8.856/94, que fixa a jornada de trabalho do fisioterapeuta em no máximo 30 (trinta) horas semanais.


Consulta pública sobre a Política Nacional de Saúde da Pessoa com Deficiência recebe contribuições até 16 de junho de 2023

Essa iniciativa tem como objetivo receber contribuições e sugestões do público em geral em relação ao texto apresentado.


VEJA MAIS

Imagem da notícia

Publicado em: 24/04/2023

Após denúncia do Crefito-3, Santa Casa de Lorena recebe visita técnica da Vigilância Sanitária


Em mais um caso em que o Crefito-3 constatou o descumprimento de normas referentes à presença de fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais em UTIs, a Vigilância Sanitária foi acionada para realização de visita técnica e adoção de providências.


Dessa vez, a instituição que apresentou irregularidades foi a Santa Casa de Misericórdia de Lorena.


A ação fiscalizatória do Crefito-3 - que motivou a denúncia à Vigilância Sanitária - constatou que os profissionais de Fisioterapia da Santa Casa de Lorena não são exclusivos da Unidade de Terapia Intensiva. Também foi constatado que não há profissional de Terapia Ocupacional atuante na UTI, desrespeitando o que é determinado pela RDC nº 7/2010 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 


O Subgrupo de Vigilância Sanitária de Guaratinguetá, em ação conjunta com a Vigilância Sanitária de Aparecida,  acolheu a denúncia do Crefito-3 e realizou a  inspeção sanitária no estabelecimento.


Após a inspeção, foi concedido à instituição um prazo para adequação das irregularidades. A instituição será monitorada pelo Grupo de Vigilância Sanitária de Taubaté, que deverá acompanhar a adequação à RDC nº 7/2010.