EaD na Fisioterapia e Terapia Ocupacional: Crefito-3 manifesta em Brasília o repúdio à graduação a distância em profissões da saúde
Conselho teme que, nos próximos anos, milhares de graduados em fisioterapia e terapia ocupacional entrem no mercado de trabalho da saúde sem que jamais tenham tocado em um paciente

Um episódio recente ocorrido na Câmara dos Deputados - a aprovação, em menos de um minuto e num plenário vazio, de um projeto de lei que irá trazer riscos à segurança da assistência à saúde no Brasil (veja aqui o vídeo) – aumentou ainda mais a preocupação do Crefito-3 em relação aos rumos que está tomando a formação de profissionais de saúde no Brasil, com a legalização da oferta de cursos de graduação totalmente na modalidade de ensino a distância (EaD) para Fisioterapia, Terapia Ocupacional e todas as demais profissões da área.

A aprovação do texto substitutivo ao Projeto de Lei (PL) 2414/2016 - que em seu texto original proibia a graduação EaD na saúde - suprimiu essa proibição, deixando a porta aberta para que instituições de ensino de todo o país avancem na oferta dessa modalidade de graduação para todas as profissões da saúde.

Logo após a polêmica sessão em que foi aprovado o texto substitutivo pela Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, o Crefito-3 manifestou-se contrário à decisão, enviando ofícios às autoridades do Legislativo e Executivo em Brasília (clique aqui para ver os protocolos). Receberam os ofícios, com exigências a respeito da necessidade de se ter em conta a segurança da sociedade e dos pacientes na discussão do PL, os presidentes do Senado e da Câmara dos Deputados, os Ministros da Educação e da Saúde, e também ao deputado federal Mandetta, que exigiu a tramitação do PL também pela Comissão de Saúde e Seguridade Social, antes de oficializada sua aprovação (clique aqui e veja manifestação do deputado Mandetta).

 “Parece difícil, quase impossível, que um médico, um enfermeiro, um fisioterapeuta, um educador físico, um médico veterinário, dominem seus respectivos ofícios estudando quase que totalmente diante de uma tela de computador”, relata o presidente do Crefito-3, Dr. José Renato de Oliveira Leite. “Dentro de alguns anos, quando esses estudantes de cursos totalmente EaD concluírem seus cursos, tiverem direito ao registro profissional em seus Conselhos e começarem a prestar assistência à população, poderemos ter um aumento no número de erros provocados por negligencia, imprudência e, principalmente, por total imperícia”.

O Crefito-3, que tem estado envolvido e atento aos debates, acompanhando de perto os passos da tramitação desse Projeto, realizou recentemente uma entrevista com o deputado estadual Carlos Neder a respeito do tema, e da preocupação das categorias de Fisioterapia e Terapia Ocupacional com a possibilidade de cursos de graduação totalmente a distância (clique aqui e acompanhe a entrevista). Neder é autor de um projeto de lei que proíbe a modalidade EaD para a graduação na Saúde no estado de São Paulo. 


Para saber mais sobre os riscos representados pela aprovação de cursos EaD para a graduação em saúde, leia a edição nº 2 da Revista Em Movimento, do Crefito-3.