Recomendações para fisioterapeutas que estão no combate à pandemia nos hospitais
Conselho em São Paulo tem se concentrado em ações que possibilitem ao profissional estar mais bem orientado e informado com relação à Covid-19

O Crefito-3 tem trabalhado de maneira bastante intensa e concentrada para produzir e conteúdos informativos, orientativos e norteadores para fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais. Para isso tem conseguido contribuição valiosa de profissionais que são referência em suas áreas de assistência.

 

Hoje, recebemos da Dra. Raquel Caserta Eid, Coordenadora de Fisioterapia do Hospital Israelita Albert Einstein, conteúdo com orientações que ela tem recomendado à sua equipe, na atenção aos pacientes da instituição. O Crefito-3 está compartilhando com todos os profissionais.

 

A seguir, compartilhamos essas mesmas recomendações com todos os fisioterapeutas que hoje estão na linha de frente da assistência hospitalar, atuando no enfrentamento ao Coronavírus. 

 

Recomendações para fisioterapeutas com atuação em Hospitais

·      Recomenda-se NÃO utilizar ventilação não invasiva e/ou cateter nasal de alto fluxo com o intuito de se evitar a disseminação e contágio desse vírus de alta capacidade infectante e capacidade de permanência no ambiente de 2 a 48 horas;

·      Todavia, um teste curto (30 min) em VNI/CNAF é aceitável para pacientes com insuficiência respiratória hipoxêmica (IRpA);

·      Para permitir uso seguro de VNI utilizar apenas máscara sem exalação acoplada em circuitos de ventiladores de ramo duplo com HME e filtro de barreira na saída exalatória do ventilador;

·      Utilizar sistema de aspiração fechado (trach-care) em todos os casos;

·      Aspiração nasotraqueal – além dos EPIS recomendados utilizar capacete “Face Shield”;

·      Usar filtro umidificador (HME) proximal ao paciente e filtro barreira na saída exalatória do ventilador;

·      Não realizar RPPI;

·      Transporte de pacientes suspeitas ou confirmados somente com cateter de O2, Bag 100% ou VMI, não transportar com Venturi ou Bipap;

·      Não deambular nos corredores, fora do quarto;

·      Evitar uso de inalação, substituir por medicações inalatórias e espaçadores padronizados.