Cartilhas da Frente Nacional de Fortalecimento às Instituições de Longa Permanência de Idosos orientam profissionais e cuidadores
Material é referência para cuidados e precauções no contato com os idosos residentes nas Instituições de Longa Permanência, durante pandemia da COVID-19

Foi em março passado, com a efetiva chegada da pandemia da COVID-19 no Brasil, que profissionais de saúde especialistas e com experiência na área da Geriatria e Gerontologia se reuniram para a criação da Frente Nacional de Fortalecimento às ILPIs - Instituições de Longa Permanência de Idosos.


O grupo é composto por profissionais voluntários, e está sob a coordenação da médica geriatra Karla Giacomin.


Contatos restritos


Isolados desde a decretação da quarentena, os idosos residentes nas ILPIs não recebem visitas, nem de familiares, nem de voluntários. Os contatos externos estão restritos aos cuidadores e, sempre que estritamente necessário, aos profissionais de saúde. 


As cartilhas elaboradas pela Frente tem como foco orientar cuidadores e profissionais que mantenham contato com os idosos das ILPIs, bem como pautar ações de gestores e autoridades públicas da saúde, no tocante a essas instituições.


Desde a composição da frente, já foram elaboradas nove cartilhas, incluindo relatórios técnicos, protocolos, estratégias de boas práticas e planos de contingência. 


Atenção fisioterapêutica


Convidada a compor a Frente de Fortalecimento das ILPI, a fisioterapeuta Dra. Denise Cuoghi de Carvalho Veríssimo Freitas, mestre em Gerontologia e doutora em Ciências da Saúde pela Unicamp, destaca que uma grande preocupação da Frente é com as medidas de higiene dos profissionais e cuidadores que necessitam estar nas ILPIs.


As preocupações dos profissionais da Frente abrangem diversos outros aspectos, e os cuidadores e profissionais de saúde que necessitem manter contato com os idosos devem estar atentos desde o momento de sair de casa; ao seu trajeto até a instituição; à higienização ao chegar à instituição, e ao uso correto dos EPIs.


“Já dentro da instituição, o contato de profissionais e cuidadores com os idosos também envolve uma outra série de cuidados, como a desinfecção de materiais; o manejo dos idosos - seja para realizar um exercício, seja para o banho -; cuidados nos momentos da medicação e da alimentação”, alerta Dra. Denise.


Orientações para o momento pós-pandemia


Todo o material produzido pela Frente Nacional de Fortalecimento das ILPIs está disponível a todos os interessados no site https://www.frentenacionalilpi.com.br/


Segundo Dra. Denise Cuoghi, o grupo já está elaborando um documento com orientações para o momento pós-pandemia, tratando de quais cuidados serão necessários para o retorno dos atendimentos de rotina dos profissionais de saúde. Esse material levará em consideração as especificidades regionais, em relação ao momento local do enfrentamento à COVID-19 em que se encontram. Esse material será lançado em breve, e disponibilizado também no site da Frente.