Crefito-3 quer que novas estruturas de saúde sejam mantidas no período pós-COVID-19
Conselho encaminhou às diferentes esferas do poder público, seja no Executtivo, seja no Legislativo, ofícios reforçando importância da manutenção de estruturas.
O Crefito-3 sabe que o país tem nas mãos uma oportunidade de fortalecer estruturas que estão prontas e funcionando neste momento de pandemia. O que o Brasil tem enfrentado desde março é único. Cada Estado, cada Município tem se virado da forma com dá para atender à população e mantê-la com assistência adequada. Ficou claro que a saúde pública é fundamental para situações como esta. E o Crefito-3 está encaminhando ofícios aos poderes executivo e legislativo das esferas federal, estadual e municipal. Três são os principais argumentos da autarquia paulista neste ofício: 

I - A necessidade de debater o investimento em gestão de saúde pública buscando construir um sistema de saúde pós-Covid-19 renovado e ampliado;
II - O SUS tem reassumido sua condição de protagonista, e está tendo sua importância reconhecida pela sociedade e deve portanto seguir sendo fortalecido;
III - Hoje, um número maior de profissionais de saúde foi contradado para o enfrentamento e está preparado para atuar em hospitais em unidades críticas. Isso pode possibilitar ampliação da prestação de serviços à sociedade como um todo. O Crefito-3 alerta ao Estado que perder essa oportunidade e promover a demissão desta mão de obra que esteve atuando nesta pandemia é jogar contra a eficácia na Saúde Pública Brasileira.

Os ofícios argumentam outros pontos, mas estes são muito importantes e merecem destaque. Acesse o ofício enviado ao presidente da República. Até o fechamento desta matéria, o Crefito-3 já havia encaminhado o documento também ao Governador de São Paulo, ao prefeito da Capital, aos presidentes do Senado, da Câmara e da Assembleia Legislativa de São Paulo, aos três Senadores de São Pauo e ao Ministério da Saúde.