Guaratinguetá inaugura Hospital de Campanha para tratar pacientes da COVID-19
De acordo com a prefeitura do município, o hospital de campanha conta com uma estrutura de 20 leitos de enfermaria, podendo chegar a 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva com respiradores.

Na quarta-feira, dia 12 de agosto, a prefeitura municipal de Guaratinguetá inaugurou o Hospital de Campanha para atender e tratar pacientes da COVID-19. De acordo com a prefeitura do município, o hospital de campanha conta com uma estrutura de 20 leitos de enfermaria, podendo chegar a 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva com respiradores.


O delegado do Crefito-3 Dr. Daniel Tineu falou sobre a importância dos fisioterapeutas que irão atuar no hospital de campanha junto aos respiradores. Ele explicou que o protagonismo da Fisioterapia vem crescendo no município de Guaratinguetá. “Além do hospital de campanha, recentemente, houve um concurso público onde foram nomeados três fisioterapeutas para o município. Nós contamos com essa articulação política e que a Fisioterapia vem crescendo e sendo valorizada neste município”. 


Em nota, a presidente do Conselho Municipal de Saúde (COMUS) de Guaratinguetá Dra. Maria Cecília Moreira Torres, que representou o Crefito-3 na inauguração do hospital de campanha, explicou que o hospital de campanha está equipado com máscaras de ventilação não-invasiva, o que, segundo ela, evita ao máximo a intubação dos pacientes diagnosticados com o novo coronavírus. Dra. Maria Cecília explicou também que os consultórios médicos estão equipados com kits de medicamentos utilizados no combate ao novo coronavírus, evitando que o paciente se desloque pela cidade em busca de tais medicamentos. 


O hospital de campanha possui, ainda, uma sala humanizada para que os pacientes internados na enfermaria possam manter contato com os familiares, respeitando os protocolos de distanciamento social. 


Casos de COVID-19

Em relação ao avanço da doença no município, até o boletim divulgado na quinta-feira, dia 13, Guaratinguetá tinha 888 casos confirmados de coronavírus, dos quais 26 pacientes vieram a óbito e outros 257 se recuperaram. a cidade ainda tem 21 pacientes internados em uti, enquanto 24 estão internados em enfermaria.