Fisioterapeutas já podem receber vacina da COVID-19, em Campinas
Campanha de vacinação de profissionais da saúde que não estão na linha de frente contra o novo coronavírus teve início no dia 28 de janeiro. Para se vacinar é preciso fazer agendamento online

No dia 28 de janeiro, Campinas deu início à imunização de profissionais da saúde que não estão na assistência direta a pacientes com COVID-19. Dentre as categorias contempladas, estão fisioterapeutas, médicos, cirurgiões dentistas, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, técnicos de análises clínicas e motoristas de ambulância. O agendamento contempla exclusivamente as categorias listadas que, segundo o Departamento de Vigilância em Saúde são aquelas que foram mais expostas ao risco durante a pandemia.


De acordo com o prefeito Dário Saadi, a definição de quais profissionais deveriam ser imunizados neste momento levou em conta parâmetros estabelecidos pelo Departamento de Vigilância em Saúde. “Esses profissionais, segundo dados do Devisa, foram os mais afetados, os que mais adoeceram durante a pandemia”, disse Saadi.


Agendamento obrigatório

Para receber a vacina contra a COVID-19, os profissionais de saúde deverão realizar agendamento obrigatório através do site Vacina Campinas. O agendamento tem por objetivo garantir a segurança da campanha, bem como a vacinação dos grupos prioritários. A efetivação do agendamento possui um alerta em que o profissional deverá garantir a veracidade das informações declaradas. “Quem cometer alguma fraude será responsabilizado civil e criminalmente. Além disso, no momento da vacinação, o profissional terá que apresentar os documentos que comprovam suas informações”, completou Dário Saadi. 


Documentação

No dia agendado para a vacinação, o profissional de saúde deverá comprovar sua identificação através de documento oficial com foto (RG, passaporte, carteira de motorista ou carteira de registro profissional). É obrigatório comprovar, também, que pertence a uma das categorias listadas e que trabalha em Campinas. O profissional que não comprovar as informações prestadas no agendamento ficará impedido de receber a vacina no dia e no horário agendados. 


Caso o profissional da categoria listada resida em outra cidade, mas comprova que trabalha em Campinas; pertença a uma das categorias listadas acima e resida em Campinas; ou que trabalhe em outro município, mas comprova residência em Campinas, deverão ser apresentados um ou mais documentos em que constem as informações comprobatórias, como:


- Cópia do registro da pessoa no Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde (CNES);

- Contrato de trabalho;

- Contrato de prestação de serviços;

- Holerite;

- Crachá (desde que contenha minimamente as informações: nome do estabelecimento, nome e sobrenome da pessoa, cargo ou função);

- Declaração emitida pelo serviço de saúde que comprove o vínculo empregatício da pessoa;

- Para a comprovação de residência em Campinas serão aceitos: contas de água, energia elétrica, telefone, gás e serviços de internet e contrato de locação de imóvel, carnê de IPTU.


Já os motoristas de ambulância deverão comprovar atividade laboral. Para isso, será preciso apresentar comprovação que pode ser crachá, holerite, contrato de trabalho, contrato de prestação de serviços e outros, desde que contenha a informação que comprove que a pessoa trabalha atualmente como motorista de ambulância.  


Atenção

O número de vagas disponíveis para o agendamento está limitado ao número de doses de vacinas recebidas no município. O agendamento será interrompido quando chegar no limite das vacinas disponíveis e será imediatamente reaberto conforme o município receber mais doses.


A veracidade das informações e documentos apresentados para receber a dose da vacina contra a COVID-19 são de responsabilidade da pessoa agendada e/ou da instituição emissora da declaração serviço de saúde que comprove o vínculo empregatício da pessoa, com a ciência de que responde civil e criminalmente, caso haja omissão de fato ou prestação de informações não verdadeiras.


Caso o profissional que tenha realizado o agendamento não puder comparecer no dia e horário marcados, basta realizar o cancelamento do cadastro através do Agendamento de Vacinas


Centros de imunização

A Secretaria de Saúde definiu dois centros de imunização contra a COVID-19. São eles, o Centro de Vivência do Idoso – Lagoa do Taquaral - Portão 5 (região leste); e o Caic Sudoeste (Zeferino Vaz) – Rua José augusto de Mattos, s/nº, Vila União (Região Sudoeste). 


Vacinação em Campinas

Segundo dados do dia 26 de janeiro, a Secretaria de Saúde de Campinas vacinou 13.325 profissionais que atuam diretamente na assistência a pacientes com COVID-19. Nesta segunda-feira, dia 1º de fevereiro, o site Vacina Campinas contabilizou, até às 12h, 18.998 pessoas vacinadas.