Pesquisa da UFSCar quer avaliar barreiras, conhecimentos e atitudes de fisioterapeutas em Saúde da Mulher
O estudo é desenvolvido pelo Laboratório de Pesquisa em Saúde da Mulher (LAMU), do Departamento de Fisioterapia da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

Uma pesquisa de Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), do Laboratório de Pesquisa em Saúde da Mulher (LAMU), quer avaliar barreiras, conhecimentos e atitudes de fisioterapeutas que atuam em Saúde da Mulher na assistência a saúde das mulheres, em específico gestantes e mulheres com dismenorreia (cólicas e outros desconfortos extragenitais no organismo da mulher) e/ou incontinência urinária. A equipe de trabalho, orientada pela Profª. Dra. Patricia Driusso, inclui a participação de quatro alunas da Pós-Graduação (Mestrado e Doutorado) e duas alunas de graduação: Ana Jéssica dos Santos Sousa, Beatriz Laryssa de Jesus Santos, Jessica Cordeiro Rodrigues, Jessica Fernandes Godoi, Jordana Barbosa da Silva e Raissa Fernanda de Oliveira. 


O formulário da pesquisa contempla três projetos que foram aprovados pelo Comitê de Ética e Pesquisa Comitê da Universidade Federal de São Carlos (CAAE 30917020.8.0000.5504; 31060320.6.0000.5504 e 31374820.7.0000.5504) e será realizado por meio da coleta de dados utilizando a plataforma digital Google Forms. O tempo médio de respostas é de 10 minutos.


A participação voluntária de fisioterapeutas que atuam na área vai contribuir para a identificação e ampliação dos conhecimentos e atitudes de fisioterapeutas que atuam na saúde da mulher.


 Clique aqui para participar da pesquisa. 

 

Confira na íntegra os Termos de Consentimento Livre e Esclarecido abaixo:


  • Profissionais que atuam com gestantes, acesse aqui.
  • Profissionais que atuam com mulheres com dismenorreia acesse aqui.
  • Profissionais que atuam com mulheres com Incontinência Urinária acesse aqui.