Ministério da Saúde abre inscrições para curso sobre abordagem de famílias para doação de órgãos
Formação é voltada a profissionais de saúde; equipes multidisciplinares de saúde podem ajudar em um momento delicado para os familiares e aumentar o número de doações

O Ministério da Saúde abriu inscrições para os profissionais de saúde interessados em realizar o curso “Entrevista Familiar para Doação de Órgãos”. Segundo o Ministério da Saúde, a capacitação é voltada para técnicas de abordagem em um momento delicado para todas as famílias, quando há a necessidade de decidir pela doação de órgãos. O objetivo do curso é qualificar as equipes multiprofissionais que atuam nesses momentos, que vai desde a internação, passando pela abertura do protocolo de morte encefálica, até a conversa com a família sobre a autorização da doação. 


O Ministério da Saúde informa que, no Brasil, a negativa familiar ainda é um dos principais motivos para a não efetivação do transplante. Segundo dados do Ministério da Saúde, nos últimos anos, mais de 40% das famílias recusaram a doação de órgãos de seus parentes após morte encefálica comprovada. Além desse fator, o número de transplantes no País apresentou queda de quase 20% durante a Pandemia de Covid-19, segundo a Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO). A doação de órgãos e tecidos no País depende da autorização da família e o procedimento só pode ser realizado quando constatada a morte encefálica do indivíduo. Com a doação de órgãos, um único paciente pode salvar até oito vidas.


Inscrições


O curso tem carga horária de duas horas e foi desenvolvido pelo Hospital Moinhos de Vento em conjunto com a Coordenação Geral do Sistema Nacional de Transplantes do Ministério da Saúde, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS) e do Projeto DONORS. Outras entidades apoiadoras participaram do desenvolvimento dos conteúdos: a Brazilian Research in Intensive Care Network (BricNet), a Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), a Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB) e a Organización Nacional de Transplantes (ONT) da Espanha.


As inscrições podem ser realizadas até 30 de novembro por meio da plataforma UniverSUS Brasil. A ferramenta disponibiliza gratuitamente ofertas educacionais para profissionais, estudantes e pesquisadores da área da saúde e tem o objetivo de qualificar os colaboradores do Sistema Único de Saúde (SUS).