18 de agosto: Dia do Terapeuta Ocupacional Especialista em Saúde da Família
No dia 18 de agosto de 2011, o COFFITO disciplinou, por meio da Resolução nº 407/2011, a atividade do Terapeuta Ocupacional no exercício da Especialidade Profissional em Saúde da Família.

Nesta quarta-feira, dia 18 de agosto é comemorado o Dia do Terapeuta Ocupacional Especialista em Saúde da Família. Em  2011, o Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO), disciplinou a Especialidade de Terapia Ocupacional em Saúde da Família. 


Dentre outras atribuições, os terapeutas ocupacionais especialistas em Saúde da Família Avaliam, planejam, prescrevem, coordenam, desenvolvem, acompanham e reavaliam. as estratégias de intervenção terapêuticas ocupacionais a fim de prevenir doenças, promover a saúde, a independência e autonomia no cotidiano quanto ao desempenho ocupacional, atividades de vida diária e instrumentais de vida diária, trabalho e lazer, acessibilidade, desmonte de processos de segregação e exclusão social, justiça ocupacional, emancipação social, desenvolvimento socioambiental, econômico e cultural e estimular a participação e inclusão social da pessoa, família, grupos e comunidade em atividades culturais, expressivas, econômicas, corporais, lúdicas e de convivência. O papel destes profissionais é oferecer atenção integral com enfoque no desempenho funcional, prevenção de incapacidades e inclusão social.


A atuação do Terapeuta Ocupacional Especialista em Saúde da família pode se dá na Atenção básica, através das Unidades Básicas de Saúde com ou sem Programa Saúde da Família e nos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF), programa criado pelo Ministério da Saúde, em 2008, com o objetivo de apoiar a consolidação da Atenção Básica no Brasil, ampliando as ofertas de saúde na rede de serviços, bem como a resolutividade, a abrangência e o alvo das ações. Esses profissionais são responsáveis em desenvolver ações de prevenção de doenças e promoção de saúde, seguindo as propostas de ação do Ministério da Saúde, as quais incluem a Saúde do Idoso; Criança e Adolescente; Saúde da Mulher; da Gestante e outras. 


De acordo com a Resolução, profissionais Terapeutas Ocupacionais Especialistas em Saúde da Família podem exercer diversas atribuições como Coordenação, supervisão e responsabilidade técnica; Gestão; Direção; Chefia; Consultoria; Auditoria e Perícia e, ainda,pode atuar em todos os níveis de atenção à Saúde como o Hospitalar; Ambulatorial (clínicas, consultórios, centros de saúde); Domiciliar e Home Care; Públicos; Filantrópicos; Militares; Privados e Terceiro Setor.