Fiscais do Crefito-3 estarão atentos a práticas irregulares de profissionais durante a Black Friday
“Tratar a prática e o saber profissional como produtos em prateleiras atenta contra a dignidade e a valorização das profissões”, afirma o presidente Dr. José Renato de Oliveira Leite

A Black Friday, uma prática tradicional de comércio dos Estados Unidos, que ocorre sempre no dia seguinte ao feriado de Ação de Graças daquele país, se popularizou pelo mundo, com a oferta de produtos no comércio a preços reduzidos.

No Brasil, o comércio adotou a prática a partir de 2010, como forma de dar início ao período de comprar natalinas. Dentre os produtos favoritos dos consumidores brasileiros na Black Friday, estão aparelhos de televisão e smartphones.

No entanto, os princípios da Black Friday, que oferecem promoções a preços mais baixos, ofertas de ocasião e outros benefícios e facilidades para os consumidores, se adequam exclusivamente à lógica do comércio. “Os princípios éticos próprios da assistência à saúde de pacientes e da população não podem se submeter ao que ditam as práticas comerciais, nem tampouco de marketing desse setor”, alerta o presidente do Crefito-3, Dr. José Renato de Oliveira Leite. “Tratar a prática e o saber profissional da Fisioterapia ou da Terapia Ocupacional como produtos em prateleiras atenta contra a dignidade e a valorização das profissões”.


Fiscalização estará atenta a “promoções” de atendimento


Assim como em 2016 e 2017, os agentes fiscais do Crefito-3 estarão alertas, tanto nas ações fiscalizatórias em clínicas e consultórios, como também no ambiente digital, para notificar fisioterapeutas ou terapeutas ocupacionais que se envolvam em práticas ilícitas e em desacordo ao que o Código de Ética da Fisioterapia e o Código de Ética da Terapia Ocupacional. “Desrespeitar os artigos que tratam da divulgação/publicidade dos serviços profissionais, é passível de abertura de processo ético, definido tanto pelo Código de Ética da Fisioterapia, como pelo Código de Ética da Terapia Ocupacional”, esclarece o diretor de fiscalização do Crefito-3, Dr. Luiz Moderno.

O diretor de fiscalização alerta que a oferta de descontos, pacotes e similares em práticas da Fisioterapia e da Terapia Ocupacional têm o potencial de gerar danos coletivos às profissões,pois promovem a desvalorização e o desrespeito à prática profissional.


Se você encontrar, durante a Black Friday ou a qualquer tempo, a divulgação de serviços de Fisioterapia e Terapia Ocupacional que ofereçam “pacotes” ou “descontos”, denuncie ao Crefito-3.

Acesse http://bit.ly/DenuncieAoCrefito3